Temas de Medicina

Temas de medicina é uma publicaçao de Carlos Lacaz que visa reunir or artigos que tenham a ver com medicina tropical nos jornais brasileiros. Aqui  têm uma selecçao dos escritos.

 

A produção Científica dos médicos paulistas tem sido da mais intensas nesses últimos dez anos. Tudo isto reflete o grau de maturidade a que chegou a nossa Medicina que se iguala nos seus métodos de investigação  as melhores do mundo.

Acabo de receber, tara apreciação crítica, mais três excelentes livros, de três centros diferentes, todos eles d alto nível e sobre os quais farei alguns comentários enaltecendo os seus elevados méritos.
"Anatomia Dental" de autoria dos Profs. Octávio Della Serra e Flávio Vellini Ferreira (São Paulo, Ed. Artes Médica, 1970) trata do órgão dental, um dos mais vastos e importantes  capítulos da Anatomia humana e comparada, sobre a qual estão baseadas outras ciências de não menor mérito. O dente, parte fundamental do aparelho da mastigação, foi exaustivamente estudado neste belo e oportuno trabalho dos dois mestres da nossa Odontologia.

Sabe-se que a Paleontologia erigiu-se em ciência, estabelecendo quais os animais que viveram em épocas passadas, a custa do estudo dos dentes. Foi ainda, através dos dentes e dos ossos, que os paleontólogos têm podido reconstituir as relaç5es entre os animais viventes e os fósseis, estabelecendo as suas respectivas linhas filogenéticas. Para o cirurgião dentista Anatomia Dental fornece as bases  sobre as quais este especialista alicerça a sua própria profissão. A obra em apreço é prefaciada pelo Prof. Wilson da Silva Sasso, englobando 17 capítulos, ao lado de urna extensa lista de referencias bibliográficas. Ricamente ilustrado, com 318 páginas, é livro que se tornará clássico, talo volume e a qualidade de informações que presta principalmente ao odontólogo.

Pedro Luiz Mangabeira Albernaz, Maurício Ganança e Paulo Augusto de Lima Pontes São os Autores de "Vertigem " (São Paulo, 1969), obra que trata fundamentalmente da fisiologia e da patologia do aparelho vestibular. São várias as doenças que afetam este aparelho, desde a famosa doença de Méniere até o neuroma do acústico e outros tumores ou processos degenerativos e inflamatórios do VIII nervo craniano. Este livro, escrito por tres ilustres colegas da Escola Paulista de Medicina, é muito justamente dedicado ao Prof. Paulo Mangabeira Albernaz, mestre de todos nós, figura ímpar da Medicina brasileira, dono de grande cultura humanística e que contribuiu de modo decisivo, para o progresso da Otorrinolaringologia entre nós. O presente estudo se restringe ao aparelho vestibular, um dos grandes componentes do sistema do equilíbrio. Refere-se, mais especi-ficamente, a alguns problemas de ordem clínica, tais como as alterações de função dos receptores vestibulares e a interferência causada nas suas vias por lesões do sistema nervoso central, particularmente localizadas na fossa posterior. Através de sua agradável leitura percebe-se como estao avançadas as técnicas que procura m estudar o aparelho vestibular, em su as condições norrnais ou patológicas. É mais um livro que honra a Medicina brasileira.

Emil Sabbaga e Eleonidas Vasconcelos, ambos da Unidade de Doenças Renais do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo  publicam pela Sarier, na série Monografias Médicas, "Insuficiência Renal Aguda", a mais dramática das doe ça renais, e cujo conhe-cimento científico e começou, em verdade, durante a Segunda Guerra Mundial, por ocasiao dos bombardeios de Lo dres. Prefaciado por José Barros Magaldi, um dos pioneiros da Nefrologia em nos so meio, o liv o em apreço focaliza aquela situação dramática na qual surge, por fatores diversos, urna redu ao aguda da função renal a valores incompatíveis com a manutenção da homeostase.

Felizmente, sabemos hoje tratar esta eventualidade, sal ando cerca de 70% dos pacientes, quando há menos de trinta anos essa era a cifra de sua mortalidade. Livro prático, ele reflete a longa e profícua atividade de dois ilustres colegas que, no Hospital das Clínicas se dedicam integralmente ao estudo desse e de outros temas de Necrologia.
Coloca em evidencia, também, a íntima colaboração existente entre os Serviços dos Professores Campo Freire e Luiz V. Décourt, este último comemorando este ano quatro lustros de urna intensa vi a universitária, feita de trabalho e de ideal felizes os mestres que tanto semearam, com o triunfo de tantos jovens. Presto, desta coluna, ao e mestre, as homenagens a que ele faz  publicando no final deste meu artigo domingueiro, parte do Credo que ele mesmo acaba de no brindar por ocasião de seus vinte anos de cátedra. "Creio na Medicina que é ato de respostas necessidades da Pátria.